Helio Ribeiro

Indaiatuba

19 99796-7366

contato@helioribeiro.com.br

Avanços na transparência e na digitalização dos processos marcam presidência de Hélio Ribeiro

Após três anos e meio como presidente da Câmara Municipal, o vereador Hélio Ribeiro pode dizer que está prestes a completar a modernização administrativa que se propôs a fazer quando de sua posse em 1º de janeiro de 2017. Com a integração dos sistemas digitais da Câmara e da Prefeitura, já em fase de testes, será dado o último passo para o Legislativo de Indaiatuba alcançar o nível das Câmaras mais transparentes e modernas do País. 
“Com toda a certeza – afirmou Hélio Ribeiro — nos próximos dias a integração dos sistemas estará concluída, e isso representará ganhos expressivos em agilidade e redução no consumo de papel e de combustível, já que será eliminada a fase de impressão em papel dos projetos dos vereadores e a entrega deles à Prefeitura. Faremos isso tudo de forma eletrônica, digitalmente”.
MUTOS AVANÇOS
A modernização – conta o presidente– começou com a decisão de reduzir o número de funcionários comissionados e dotar todos os departamentos administrativos da Câmara de um quadro de servidores efetivos, com estabilidade assegurada e qualificados para operar equipamentos avançados e programas complexos. 
A partir da decisão, foi contratada a Fundação Vunesp, uma das mais respeitadas bancas, para realizar um dos concursos públicos mais concorridos da história de toda a região e para o qual se inscreveram mais de 22 mil candidatos em disputa por apenas 31 vagas. “Para se ter uma ideia do nível de dificuldade do concurso, o vestibular mais difícil do Brasil é o de ingresso na Faculdade de Medicina da USP com 130 candidatos por vaga. Já para ingressar como funcionário da Câmara, foram 700 candidatos para cada vaga disponível”, observou o presidente.
E foi com esse “pessoal de excelência”, na expressão de Hélio Ribeiro — que a Câmara implementou o processo administrativo e legislativo eletrônico em todas as suas fases. Hoje o munícipe que quiser saber o andamento de qualquer processo, da sua entrada até o seu desfecho, basta entrar no site da Câmara que todas as informações estarão lá. Até mesmo o resultado das votações dos projetos dos vereadores, o cidadão encontra no site minutos após o fim das sessões legislativas. 
“Transparência total das nossas ações é o que defendemos”, reforça o presidente. “O munícipe tem o direito à informação plena e deve poder monitorar a atuação dos vereadores de Indaiatuba como forma de se certificar do que fazemos e, acima de tudo, poder cobrar de nós um desempenho à altura dos seus anseios. Toda a modernização que estamos realizando tem como razão primeira o cidadão e seu direito de ser bem informado, sugerir projetos e temas para discussão e, por fim, poder elogiar e criticar o nosso trabalho. A digitalização dos processos permite tudo isso”.
CUSTOS BAIXOS
Em paralelo à renovação administrativa, a presidência de Hélio Ribeiro adotou várias medidas para manter conservado o patrimônio físico da Câmara, ao mesmo tempo que investiu na melhoria da acessibilidade das pessoas às dependências do prédio. “Os nossos dois plenários têm sido muito requisitados por inúmeras entidades, que se reúnem periodicamente aqui, e implementamos dois programas de interação com a comunidade que deram muito certo: o “Visite a Câmara”, que trouxe dezenas de grupos de trabalhadores e universitários para conhecer as nossas instalações e conversar com os vereadores e técnicos administrativos, e o “Parlamento Jovem”, considerado por todos como um dos projetos educativos e de cidadania mais importantes do município, e que regularmente lota o plenário de estudantes do Ensino Médio de Indaiatuba”.     
Todas essas reformas e modernizações devem ter custado milhões aos cofres públicos? E é aí que reside o melhor da história: com inteligência, moderação e equilíbrio, as mudanças realizadas tiveram impacto praticamente imperceptível sobre o orçamento da Câmara, que se manteve em 1,3% das receitas municipais – portanto mais de 4 vezes abaixo do constitucionalmente permitido, que é de 6%. “Seguimos sendo a Câmara mais econômica do Estado, dentre os municípios com mais de 200 mil habitantes e orçamento acima de R$ 1 bilhão”, salienta, orgulhoso, o presidente.
A população sentiu os efeitos positivos das mudanças no Legislativo indaiatubano e há três anos consecutivos atribui nota elevada à instituição e a seus membros. De acordo com a última pesquisa realizada pelo instituto Indsat, que monitora a cada trimestre a percepção dos moradores das cidades da região metropolitana de Campinas com relação a seus governantes, somente os residentes em Indaiatuba atribuem o conceito “Alto Grau de Satisfação” à sua Câmara de Vereadores.  
“Ainda que a pesquisa seja anterior à pandemia, ou seja, há mais de 4 meses, os resultados consecutivos não deixam margem à dúvida de que estamos trilhando o caminho certo. E isto me deixa ainda mais motivado para seguir defendendo as bandeiras da transparência e do emprego da tecnologia na busca do bem-estar do cidadão”, comenta o presidente.
E já que se tocou no assunto pandemia do coronavírus, vale terminar este texto apresentando o número de proposituras dos vereadores para tão complicado tema: 102 propostas de ações relevantes e factíveis visando a mitigar os enormes danos econômicos e sociais causados pela doença – muitas dessas propostas, a propósito, já até atendidas e postas em prática pelo prefeito Nilson Gaspar.
“Fechando esse semestre de pandemia e muitas dificuldades no caminho, posso garantir que me orgulho de ser o presidente desta Casa, tendo ao lado 11 vereadores comprometidos com o desenvolvimento do Município e, principalmente, com os cidadãos de Indaiatuba”, completa Hélio.

Share on facebook
Facebook
Share on pinterest
Pinterest
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Newsletter

Inscreva-se para receber novidades em tempo real

Outros artigos

Artigos Relacionados

Youtube